Passos vende Miró, que se lixe a arte

sem nome

O “Estado quer vender 85 obras de Miró avaliadas em 150 milhões de euros”. Esta é uma notícia, com vídeo, da RTP. Desenvolve: “Uma petição popular e o PCP vão tentar suspender a venda para o estrangeiro de 85 obras de Joan Miró. A colecção está avaliada em 150 milhões de euros e o estado português quer vender os quadros num leilão internacional.” Pelo que é afirmado em áudio estas obras de Miró estiveram escondidas e em segredo desde sempre. Compraram, comprámos (sem saber), mas nunca as vimos a não ser em catálogo. Arte escondida. Era do BPN, passou para a Caixa Geral de Depósitos a sua guarda, mas de Miró, as obras de Miró nem vê-las. Nunca foi exposta em Portugal. Muito menos por este PM acultural que vê todo a vantagem num povo ignorante, inculto e, se possível, analfabeto (ao modo de Salazar). Agora o governo de Passos vai vender Miró, coleção avaliada em 150 milhões de euros, provavelmente mais. Passos já tem os olhos esbugalhados com a esperança de que valha muito mais, uns 200 ou 300 milhões. Para ele o que importa são os cifrões, os portugueses, a arte e a cultura que se lixem. Este marmanjo faz-me lembrar aquele cafajeste que até vendeu a mãe e jogou no poker a mulher… que perdeu.

Graça Pádua

Anúncios

1 Comentário

Filed under Uncategorized

One response to “Passos vende Miró, que se lixe a arte

  1. Pingback: página global 14 jan | AICL – Ass. Int'l dos Colóquios da Lusofonia

Deixar opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s