Extinção da Comissão Europeia

imagesCAHRNIOA

A Comissão Europeia devia ser extinta se acaso não consegue estar ao serviço dos países que constituem a União Europeia. Em seu lugar podem muito bem (muito mal) nomear uns quantos funcionários robotizados ao serviço dos Mercados, e às suas ordens na defesa de suas conveniências. É que assim a transparência seria facto e iniludível para os cidadãos europeus. Esses robôs não seriam eleitos, pois também os da atual Comissão não são eleitos pelos europeus mas sim por membros dos “seus clubes”. Além disso a vantagem de sabermos que não existia uma Comissão Europeia como a atual, paga pelos europeus, ao serviço dos Mercados e de quem mais tiver influências e riquezas, deixaria de provocar tanta ilusão (nos ingénuos ou tontos), tanta revolta e insónias (nos mais esclarecidos). Desse modo até se compreenderia que os Mercados, donos e executantes transparentes da Comissão Europeia, cometessem as chantagens e outras porcarias como a atual e dita Comissão. Cito o caso referido no título do Diário de Notícias de hoje “Chumbos do TC podem dificultar regresso aos mercados”, em relatório da tal Comissão. Creio que é a enéssima vez que a tal Comissão ao serviço dos Mercados lança chantagens a Portugal e pressão inadmissivel ao Tribunal Constitucional de Portugal. Pensando melhor este é um declarado ataque e ofensa a todos os portugueses que fazem questão em respeitar as leis e ainda mais a matrix da lei, a Constituição. É evidente que Cavaco Silva, o estuporado e dito presidente da República (de alguns) não se ofenderá, por ser também ele um dos que não respeita a matrix da lei, a Constituição que falsamente jurou cumprir e fazer cumprir. Do mesmo modo os membros do governo não se ofenderão. Eles são os principais atores da produção de inconstitucionalidades. Afinal até sabem que têm sempre o aval do presidente deles. O que os portugueses esperam é que, apesar daqueles abutres da democracia e de Portugal, o Tribunal Constitucional cumpra o seu dever e assim faça valer o inscrito na Constituição legitimamente aprovada por representantes legítimos dos eleitores portugueses – legitimidade que os atuais (governo e Cavaco) já não possuem. Quanto a Durão Barroso… Devia ser expatriado por Portugal. Ofereçam-lhe qualquer nacionalidade com muitos cifrões que ele aceita e saberá servir afincadamente.

Pepe

Anúncios

1 Comentário

Filed under Uncategorized

One response to “Extinção da Comissão Europeia

  1. Pingback: página global 25 nov | AICL – Ass. Int'l dos Colóquios da Lusofonia

Deixar opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s