Até amanhã, camaradas – estreia

Sem título

O realizador Joaquim Leitão pegou e fez, montou. Diz o Público: “O que começou como uma mini-série para a SIC, em 2005, é agora adaptado ao grande ecrã. Joaquim Leitão volta a pegar em Até Amanhã, Camaradas, romance de Manuel Tiago, pseudónimo literário de Álvaro Cunhal, para celebrar o centenário do antigo líder do PCP. O filme será distribuído pela Zon Lusomundo, com antestreia marcada para dia 5 de Novembro Salão Nobre da Assembleia da República.” Leitão e mais Leitão: “O filme, com a duração de três horas, é uma montagem do material da série televisiva que ele próprio realizou há pouco menos de dez anos.” Esclarece o Público: “O argumento, baseado no livro homónimo lançado em 1974 pelas edições Avante, foi escrito por Luís Filipe Rocha e reconta a história passada em 1944 de quatro militantes e funcionários do Partido Comunista que reorganizam o Partido nas zonas dos arredores de Lisboa e do Ribatejo face à clandestinidade da altura.” O que não é dito é se o filme por acaso não vem ao circuito comercial. Mas sei que sim. Todos que queiram vão poder ver o “Até amanhã, camaradas”, sós ou acompanhados e a triturar um balde repleto de pipocas made in Tio Sam. Meditem junto à história da resistência que tanto contribuiu para a nossa liberdade (que agora nos estão a roubar). Lavem as almas. Resistam, lutem.  Até amanhã, camaradas.

Manuel Tiago

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixar opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s